Como faço para me livrar da boca seca do diabetes?

Pessoas com diabetes, seja do tipo 1 ou 2, costumam sofrer de boca seca, também conhecida como xerostomia. O problema é que não é apenas um sentimento. Pode ter consequências graves a nível oral.

A xerostomia está associada a um risco aumentado de cárie, infecções e doença periodontal. Vários estudos confirmam que mais de 70% das pessoas com diabetes sofrem de boca seca. Neste artigo, explicamos por que esse problema surge e como ele pode ser resolvido.

Quais são os sintomas da diabetes?

Homem pica dedo

O diabetes mellitus é uma doença que afeta o metabolismo da glicose. Existem duas formas principais: tipo 1 e tipo 2. No caso de diabetes tipo 1, o pâncreas não secreta mais insulina.

Por outro lado, no tipo 2 costuma haver resistência à insulina nos diferentes tecidos do corpo. No entanto, também pode haver uma diminuição da secreção. Esta é uma patologia que, infelizmente, é cada vez mais comum.

A xerostomia é um dos principais sintomas do diabetes. Tanto é que, segundo avaliação publicada no Journal of Endocrinology and Nutrition (Link espanhol) é uma das manifestações orais mais comuns em pessoas com diabetes. Outros sintomas orais que podem ocorrer incluem:

  • Jurar
  • candidíase faríngea
  • uma sensação de queimação

No entanto, esses não são os únicos sintomas dessa condição. Também pode haver problemas como poliúria (micção mais frequente), polidipsia (aumento da sede) e alterações de peso.

Por que as pessoas com diabetes sofrem de boca seca?

A xerostomia, como dissemos, é o termo que se refere à boca seca. Em pessoas com diabetes, seu aparecimento se deve a uma variedade de fatores, quase todos relacionados ao baixo nível de açúcar no sangue.

Em primeiro lugar, a micção frequente é uma das causas da xerostomia. Mais micção leva à desidratação. Como a saliva consiste principalmente de água, sua produção muda quando a composição dos fluidos corporais está desequilibrada.

Outro fator semelhante que determina a boca seca no diabetes é uma alteração na composição da saliva. A saliva contém glicose e proteínas, além de água.

Um estudo publicado no Jornal de Medicina Oral e Patologia (Link espanhol) explica que o diabetes afeta a morfologia das glândulas salivares. Ela produz a chamada sialose diabética, que consiste nas glândulas salivares que aumentam de tamanho. Isso afeta o funcionamento.

Você também pode gostar de ler:
Como o diabetes afeta a saúde mental?

Outras causas de xerostomia

Embora uma grande porcentagem de pessoas com diabetes sofra de boca seca, essa doença não é a única causa. É importante observar que muitos fatores afetam a produção de saliva e muitas situações podem causar xerostomia.

A desidratação não relacionada ao diabetes é um exemplo disso. Da mesma forma, os medicamentos podem causar esse sintoma, especialmente os tipos usados em tratamentos de quimioterapia (Link espanhol).

A idade também desempenha um papel importante, assim como outras doenças crônicas, como cirrose, HIV e tuberculose. Síndrome de Sjogren (Link espanhol) é uma das causas mais relevantes de xerostomia.

Você também pode gostar de ler:
Os efeitos negativos da desidratação em seu corpo

Soluções para boca seca para pessoas com diabetes

Mulher com escova de dentes

A importância da boca seca no diabetes não reside apenas no desconforto que causa, mas também na variedade de problemas orais que pode causar. Por exemplo, aumenta o risco de cáries e infecções, bem como de doenças periodontais.

Portanto, é essencial tomar medidas preventivas para evitar e prevenir esse tipo de patologia. Em primeiro lugar, as pessoas com diabetes precisam melhorar sua higiene bucal escovando ao lado e também usando enxaguatório bucal e fio dental.

Além disso, é melhor evitar líquidos açucarados e ácidos. Claro, manter-se hidratado é essencial, mas a melhor maneira de fazer isso é beber água. Visitas regulares ao dentista também são necessárias, pois ela deve verificar e corrigir qualquer alteração o mais rápido possível.

Em vários casos, os médicos prescrevem medicamentos que estimulam a salivação (Link espanhol) Os pacientes podem até usar saliva artificial, se necessário. Estas medidas estão obviamente reservadas para situações em que as medidas gerais não possam resolver as reclamações.

Lembrar

Pessoas com diabetes têm maior probabilidade de ficar com a boca seca. Isso ocorre porque a doença altera tanto a composição da saliva quanto a morfologia das glândulas salivares.

Para evitar isso, é necessário manter um bom controle do açúcar no sangue. A hidratação correta e cuidados especiais com a higiene bucal também são requisitos essenciais para reduzir complicações.

Deixe uma resposta

pt_PTPortuguês